SPFC
São Paulo Futebol Clube

São Paulo Futebol Clube - SPFC

O São Paulo Futebol Clube é uma associação esportiva brasileira. Fundado em 1930 e re-fundado em 1935 após um breve período de inatividade, é um dos principais clubes esportivos do país e do mundo, com grande tradição no futebol, boxe, atletismo, vôlei, ginástica artística, basquete, saltos ornamentais, entre outros.

O SPFC é um dos clubes mais bem sucedidos do futebol brasileiro, conquistou diversos campeonatos estaduais, seis Campeonatos Brasileiros (e é o único a conquistá-lo três vezes seguidas em 2006, 2007 e 2008), três copa Libertadores da América e três campeonatos Mundiais.

O Tricolor do Morumbi também é um dos maiores clubes do mundo ocupando a sexta colocação segundo a Folha de São Paulo. Já para a IFFHS, órgão de estatística reconhecido pela FIFA, o Tricolor Paulista é o 12º melhor clube atualmente e o 20º melhor de todos os tempos.

No âmbito nacional, o São Paulo Futebol Clube só deixa de estar na primeira colocação no Ranking da CBF, onde aparece em quinto. Já pelas classificações da revista Placar, Folha de São Paulo e RSSSF ele aparece sempre em primeiro.

Segundo a revista de esportes Placar, o São Paulo Futebol Clube é o segundo time de futebol que mais vezes cedeu jogadores em convocatórias para a Seleção Brasileira em Copas do Mundo, atrás apenas do Botafogo, além de ser o único a ceder jogadores em todas as cinco conquistas da Copa do Mundo.

SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE
CNPJ/MF nº 60.517.984/0001-04
Fundação: 25/27 de janeiro de 1930 (16 de dezembro de 1935).
Apelidos: O Mais Querido, Clube da Fé, SPFC, Tricolor Paulista.

Esquadrão de Aço (30-34), Tigres da Floresta (30-35), Rolo Compressor (38-39, 43-49), Tricolor do Canindé (44-56), Rei da Brasilidade (50-60), Tricolor do Morumbi (60-), Máquina Tricolor (80/81), Tricolaço (80/81), Menudos do Morumbi (85-89), Máquina Mortífera (92/93), Expressinho Tricolor (94), Time de Guerreiros (2005), Soberano (2008), Jason (08-09), 633 Squadron (2009).

Mascote: São Paulo, o santo.
Lema: Pro São Paulo FC Fiant Eximia (Em prol do São Paulo FC façam o melhor).
Endereço: Pr. Roberto Gomes Pedrosa, 1. Morumbi; São Paulo - SP.
CEP: 05653-070.
Site Oficial: www.saopaulofc.net
E-mail: site@saopaulofc.net
Departamento Amador: esportesamadores@saopaulofc.net
Telefone: (55-0xx11) 3749-8000. Fax: 3742-7272


O Tricolor

Selo Oficial SPFCO Tricolor Paulista teve, ao longo de sua história, o mesmo nome, as mesmas cores, o mesmo escudo, o mesmo uniforme e a mesma bandeira.

Os fundadores do São Paulo Futebol Clube queriam um nome, cores e formas que representassem suas vontades como esportistas. Para isso, foi retirado o vermelho do C.A. Paulistano, o preto da A.A. das Palmeiras e o branco de ambos, simbolizando a união dos times em um outro, maior. Assim nasciam as três cores do clube.

Escudo e Uniformes

Bandeira Oficial SPFC

Já o escudo e os uniformes do São Paulo Futebol Clube foram desenhados por um alemão, de nome Walter Ostrich, que era simpatizante do novo clube em formação, com a ajuda de Firmiano de Moraes Pinto.

 

Flamula Oficial SPFCDe acordo com o estatuto do clube, o símbolo do Tricolor Paulista é formado por um triângulo isósceles branco, invertido, com base maior elevada por um retângulo com altura igual à metade da lateral do referido triângulo. Dentro dessa parte alongada encontra-se outro retângulo, de cor preta, com as iniciais SPFC em branco. No interior do triângulo uma faixa branca de largura igual a um quarto da lateral menor com dois triângulos escalenos, um vermelho à esquerda e outro preto, à direita.

As estrelas foram introduzidas posteriormente e também tem um significado especial. As duas douradas introduzidas no escudo em 1955, e, posteriormente, no uniforme em 1997, representam os recordes mundiais e olímpicos conquistados por Adhemar Ferreira da Silva nas Olimpíadas de 1952 em Helsinque, em 1952, e nos Jogos Pan-americanos de 1955 no México.

Uniforme Oficial SPFCJá as três estrelas vermelhas, ao centro, introduzidas em 2006, representam o tricampeonato Mundial conquistado no Japão, nos anos de 1992, 1993 e 2005.

Pelo estatuto não são permitidas inclusões de títulos considerados de menor importância. Campeonatos continentais, nacionais, estaduais ou torneios de verão jamais poderão ser representados por estrelas.

De acordo com o estatuto do São Paulo Futebol Clube, os uniformes tem que ser produzidos de acordo com as normas pré-estabelecidas. São permitidas apenas a aplicação de patches nas mangas enquanto o clube detiver o título de determinado campeonato ou por algum outro motivo especial.

O uniforme padrão do Tricolor do Morumbi possui diversos tipos de combinações, sempre mesclando partes do uniforme principal com partes do uniforme reserva. Dessa maneira cumpre-se a rigorosa norma da FIFA (de meados dos anos 90) de diferenciação de todas as partes das vestimentas dos times em uma partida.

O São Paulo Futebol Clube recebeu o título de O mais querido durante o período da ditadura Vargas, no qual eram proibidas as ostentações das bandeiras estaduais. Na ocasião da inauguração do Estádio do Pacaembu em 27 de abril de 1940, o Tricolor Paulista entrou ostentando o nome e as cores do time que, não por acaso, são as mesmas do estado de São Paulo. O estádio inteiro e os locutores de todas as rádios, revoltados com a censura, driblaram-na aplaudindo de pé o time que carrega até hoje as cores vermelho, preto e branco.

Mascote

Mascote Santo Paulo - SPFCAté hoje o São Paulo Futebol Clube teve apenas um mascote, que ficou marcado em sua história. Criada na década de 40 por um cartunista do jornal A Gazeta Esportiva, a imagem do santo agradou a todos os são-paulinos permanecendo até hoje como mascote oficial do clube e, apesar do verdadeiro São Paulo ter morrido jovem, é representado por um velhinho de barba branca. É chamado de "Santo" Paulo para não confundir com o nome do clube.




Hino

No lançamento do hino em 1942 e contando com diversos segmentos esportivos, Porfírio apresentou o então hino do clube. Mas uma das estrofes em particular, a sétima, causou certas interpretações errôneas. Ela continha a rima "Do Palmeiras também trazes" em referência à A.A. das Palmeiras, clube este que se fundiu ao Paulistano para formar o Tricolor Paulista. Porém o Palestra Itália havia alterado seu nome para Palmeiras o que fez gerar toda uma confusão.

Porfírio então substituiu a palavra "Palmeiras" pela palavra "Floresta", região onde localizava-se o Tricolor Paulista e muitos outros clubes da época ficando, pois, "Da Floresta também trazes". Por não haver uma ligação estreita com o clube, Porfírio viu-se obrigado a remodelar totalmete a estrofe. Deixando a sétima estrofe do hino da maneira como a conhecemos hoje. O estribilho também fora mudado acrescentando-se o advérbio "já".

Depois de mudado quase que por completo, no dia 29 de abril de 1966, Porfírio pediu licença em uma reunião no Egrégio Conselho Deliberativo para que pudesse cantar o hino definitivo do clube. Aproveitou a ocasião para também doar todos os direitos autorais ao Tricolor do Morumbi.

hino São Paulo Futebol Clube
Salve o Tricolor Paulista
Amado clube brasileiro
Tu és forte, tu és grande
Dentre os grandes és o primeiro
Tu és forte, tu és grande
Dentre os grandes és o primeiro

Ó Tricolor
Clube bem amado
As tuas glórias
Vêm do passado
Ó Tricolor
Clube bem amado
As tuas glórias
Vêm do passado

São teus guias brasileiros
Que te amam eternamente
De São Paulo tens o nome
Que ostentas dignamente
De São Paulo tens o nome
Que ostentas dignamente

Ó Tricolor
Clube bem amado
As tuas glórias
Vêm do passado
Ó Tricolor
Clube bem amado
As tuas glórias
Vêm do passado

Tuas cores gloriosas
Despertam um amor febril
Pela terra bandeirantes
Honra e glória do Brasil
Pela terra bandeirante
Honra e glória do Brasil

Ó Tricolor
Clube bem amado
As tuas glórias
Vêm do passado
Ó Tricolor
Clube bem amado
As tuas glórias
Vêm do passado

Trazes glórias luminosas
Do Paulista Imortal
Da Floresta também trazes
Um brilho tradicional
Da Floresta também trazes
Um brilho tradicional

Ó Tricolor
Clube bem amado
As tuas glórias
Vêm do passado
Ó Tricolor
Clube bem amado
As tuas glórias
Vêm do passado

São Paulo clube querido
Tu tens o nosso amor
Teu nome e as tuas glórias
Tem honra e resplendor
Teu nome e as tuas glórias
Tem honra e resplendor

Ó Tricolor
Clube bem amado
As tuas glórias
Vêm do passado
Ó Tricolor
Clube bem amado
As tuas glórias
Vêm do passado


Grito

Uáique Páique-Cháiquehexa unico - spfc
Uáique
Uáique Páique-Cháique
Uáique

Tchen-Gô-Tchen-Gô
Rá-Rá-Rá

Arakan-Baran-Bakan
Arakan-Baran-Bakan
Stuberê-Stuberá
Macambê-Mecambecá
Rico-réco, Rico-rá
Rá-Rá-Rá

São Paulo!
São Paulo!
São Paulo!
O Clube e o Estádio do Morumbi

Estádio do Morumbi o Estádio Cícero Pompeu de Toledo, também conhecido como Estádio do Morumbi, foi um marco para o São Paulo. Mais informações sobre o Estádio Cícero Pompeu de Toledo, o Estádio do Morumbi.

A inauguração parcial do stádio do Morumbi foi primordial para o lançamento do Complexo Social do clube. Antes quase ninguém acreditava no projeto, visto como ambicioso. Após, passou-se a acreditar que projetos maiores poderiam ser feitos.

A iniciação da venda dos "Títulos Sociais" foi um sucesso, com vendas estimadas em 7.500 unidades ao preço de cem mil Cruzeiros tendo os proprietários de cadeiras cativas 25% de desconto e os associados, 20%. Com a arrecadação foram iniciadas as obras, com custo aproximado de cem milhões de Cruzeiros, da sede da praça de esportes (provisória), três piscinas, cinco conjuntos de quadras de tênis, uma quadra de voleibol e futebol de salão, uma de basquete, dois paredões duplos para aprendizagem de tênis, playground, campo de futebol, canchas de boccha, além da iluminação do estádio.

Hoje, o complexo social do clube possui uma área total de 85.000 metros quadrados e é considerado uma das mais imponentes sedes sociais do Brasil. Possui um dos maiores espelhos d'água do país e um tobogã aquático de 40 metros. Possui também uma estrutura impressionável: duas piscinas aquecidas, lanchonetes, restaurante, salão de festas, cabeleireiro, cinco ginásios poliesportivos, sete quadras externas, três campos de futebol para uso dos associados (um gramado e dois sintéticos), duas quadras de paddle, oito quadras de tênis, uma quadra de vôlei de areia, berçário, salas de ginástica e musculação, playground, vestiários masculino e feminino, sauna e área com churrasqueiras.

A Diretoria Social Cultural organiza periodicamente eventos, cursos e palestras. Há ainda a biblioteca com um acervo diverso e com 5.500 títulos estimados. No espaço cultural são disponibilizados na hemeroteca os principais jornais e revistas. A gibiteca da sede social oferece muita variedade e qualidade no seu acervo.

Morumbi Concept Hall
Santo Paulo BarO clube conta atualmente com uma área chamada Morumbi Concept Hall que foi concebida para aumentar a circulação de pessoas, fortalecer a marca do time e aumentar a receita em dias em que não há jogos no estádio, aumentando, assim, as opções de entretenimento, negócios e lazer para os paulistanos e turistas. a entrada pode ser feita pelo portão dois do estádio.

No Morumbi Concept Hall encontram-se o Santo Paulo Bar, o primeiro bar temático dentro de um estádio no Brasil e a loja da Reebok, a Rbk Concept Store.
Bastismo Tricolor

O São Paulo, em mais uma ação inovadora, acaba de lançar o projeto Batismo Tricolor.

O batizado tricolor não tem nenhuma conotação religiosa. Qualquer pessoa, independente de cor, raça, religião ou idade pode ser batizado.

A “cerimônia” com foto oficial demora ao total 30 minutos. Cada pessoa batizada tem o direito de levar um padrinho (madrinha) e 2 acompanhantes para entrar no estádio do Morumbi. Outros convidados ficarão na numerada inferior.
Durante a cerimônia, a figura do “Santo Paulo” fará a leitura do compromisso de “são-paulinidade” e entregará, a cada batizado, uma camisa oficial do projeto e um certificado. Logo depois, o batizado deverá tirar uma foto com seus acompanhantes ao lado do símbolo.

Batismo Tricolor - SPFCCada batizado será premiado com:
• Vela oficial
• Vaso com grama do Morumbi
• Botom oficial do projeto
• Camisa exclusiva
• Certificado oficial de “São Paulinidade”
• 2 fotos oficiais
• 1 DVD do Batismo

Após a cerimônia, os são-paulinos visitam o Memorial do clube, onde podem ver os principais troféus conquistados ao longo da trajetória de vitórias do São Paulo Futebol Clube, além de ganhar os brindes citados acima.

Os batismos são realizados aos sábados, a partir das 09h00 da manhã, em turmas de 20 pessoas. O valor do Batismo é de R$ 120,00 por pessoa.

Memorial

O Memorial Luiz Cássio dos Santos Werneck foi inaugurado em 1994 após dez meses de planejamento por José Eduardo Mesquita Pimenta e tem esse nome em homenagem ao advogado, conselheiro, diretor e presidente de conselho do clube (a última vez eleito Presidente do Conselho Deliberativo em 2002). Luiz Cássio dos Santos Werneck foi fiel escudeiro de Cícero Pompeu de Toledo durante toda a construção do Estádio do Morumbi. Ele foi um dos responsáveis por obter recursos, por exemplo, com a Companhia Antarctica Paulista, cujo capital alavancou as obras do estádio.

Memorial SPFC. Memorial São Paulo FC

O memorial foi construído com o intuito de organizar as glórias do clube. À época não havia um cuidado muito grande com a história de um clube, e o Tricolor Paulista foi o precursor.

Ele foi montado de modo que além de mostrar as conquistas nos gramados, também pudesse exibir conquistas fora deles. Além disso, se preocupa em mostrar pontos importantes da história não só para o clube, mas para todo o esporte. Encontram-se no memorial, por exemplo, os troféus já conquistados na história do clube, objetos pessoais de Éder Jofre, Leônidas da Silva e Adhemar Ferreira da Silva, retratos de jogadores e ídolos, a história do Estádio do Morumbi e as conquistas de todas as modalidades já praticadas no clube.

Centros de Treinamento e REFFIS

CCT do São Paulo Futebol ClubeInaugurado em 9 de abril 1988, o Centro de Treinamento Frederico Antonio Germano Menzen, mais conhecido como CCT da Barra Funda surgiu como uma necessidade de acomodar melhor os atletas da categoria principal do São Paulo, uma vez que o Estádio do Morumbi com a modernização do esporte e apesar de confortável, não oferecia tudo o que o time necessitava.

Localizado na Avenida Marquês de São Vicente, no bairro da Barra Funda, zona oeste da capital paulista, o Centro de Treinamento tem esse nome em homenagem ao sócio número um do clube e presidente, o ilustre Frederico Antonio Germano Menzen.

Com uma infra-estrutura de primeiro mundo, as instalações contam com três campos oficiais, um minicampo, um campo para treinamento de goleiros, arquibancada para 4.000 pessoas, dois vestiários para jogadores, dois vestiários para árbitros, alojamentos, cozinha, refeitório, dezesseis dormitórios, sala de jogos, sala de audiovisual, área administrativa, área exclusiva para atendimento à imprensa, departamento médico e o REFFIS. Tudo isso foi planejado e construído para que seus atletas busquem sempre vitórias.

Juntamente ao Centro de Treinamento, localiza-se o REFFIS, o núcleo de Reabilitação Esportiva, Fisioterápica e Fisiológica para tratar os funcionários e atletas do clube ou de outras agremiações.

REFFIS do São Paulo Futebol ClubeConsiderado a mais moderna instalação do tipo pertencente a um clube na América do Sul, o REFFIS é referência no Brasil, América do Sul e até na Europa. Criado em 2004 foi criado com o intuito de avaliar, preparar, tratar e prevenir lesões de atletas vindos de diversos lugares do mundo. A estrutura é elogiada pelos médicos do Real Madrid e Internazionale e pelos os dirigentes do Barcelona que já chegaram a pedir que o clube cuidasse de seus jogadores brasileiros.

Os aparelhos do núcleo, conseguidos através de parceria, possuem tecnologia de última geração e estima-se um gasto inicial em torno de dois milhões de Reais em sua construção e desenvolvimento.

Em 13 de dezembro de 1997 foi inaugurado o Centro de Treinamento Homero Bellintani, conhecido como CT de Guarapiranga veio da fusão do São Paulo com o clube Estrela da Saúde.

Localizado no bairro do Guarapiranga, conta com três campos de futebol, uma piscina semi-olímpica, alojamento, cozinha e refeitório espalhados em cem mil metros quadrados inicalmente utilizados para atender os atletas das categorias de base e do futebol feminino. Atualmente é utilizado como área social e também para testes de novos talentos.

O Complexo Esportivo Sportville, conhecido como CT de Barueri nasceu de uma parceria com o clube Sportville com o intuito de oferecer mais condições aos atletas da categoria de base, porém atualmente comporta os atletas do São Paulo B.

O complexo, que já abrigou até a seleção brasileira de futebol e localiza-se na cidade de Barueri na região metropolitana de São Paulo, dispõe de um campo de futebol oficial, duas piscinas (sendo uma específica para trabalhos de fisioterapia), vinte quartos para quatro pessoas cada, quadras de tênis, ginásio de esportes, salão de jogos e recreação, sala de musculação, centro de fisioterapia, departamento médico e refeitório.

Centro de Formação de Atletas

Centro de Formação de Atletas do SPFC em CotiaO Centro de Formação de Atletas Presidente Laudo Natel, também conhecido como CT de Cotia ou ainda simplesmente como CFA localiza-se na região de Cotia, região metropolitana de São Paulo a trinta minutos do Estádio do Morumbi.

Foi criado em 29 de setembro de 1997 para oferecer uma infra-estrutura de primeiro mundo para a formação das categorias de base do clube que incluem o infantil, juvenil e júnior (sub-15, sub-17 e sub-20). Para isso conta com uma área total de 220 mil metros quadrados e é rodeado de sítios e chácaras para manter a tranqüilidade e a concentração dos jovens que lá estão.

Para suprir a necessidade de quase cem atletas, o CFA conta com cinco campos oficiais, dois campos society (todos com drenagem e irrigação computadorizadas), quatro alojamentos para até 95 jovens, refeitório com cozinha industrial, sede administrativa, sala de monitoramento, piscina, oficina de manutenção, quiosques, quatro vestiários, consultório médico e odontológico e a segunda unidade do REFFIS. Anda estão em construção uma arquibancada, estacionamento, ginásio coberto, quadras poliesportivas, um hotel para jogadores vindo do exterior e mais cinco campos de futebol.

O São Paulo conquista o planeta

Após um período de tantas vitórias, todos apostavam numa fase descendente do São Paulo. E o time deu mesmo essa impressão. Em 1990, o time não engrenou. E para pôr ordem na casa, o time chamou o técnico Telê Santana, que ainda carregava a fama de "perdedor". O casamento entre São Paulo e Telê seria a união de maior sucesso na história do clube.

Telê Santana - a Era no SPFCTelê chegou ao Morumbi em 1990, a tempo de levar o time à final do Brasileiro, vencida pelo Corinthians. Mas não foi nada. No ano seguinte, a vingança seria contra o mesmo Corinthians, só que no Campeonato Paulista. Um verdadeiro azar para os adversários, pois Telê lapidou seu time para arrasar nas finais.

Em 1991, O São Paulo já tinha a cara de Telê. O velho mestre soube como fazer o talento de Raí explodir, e não havia equipe brasileira que pudesse parar aquele time inteligente, leal e que pressionava o adversário durante 90 minutos. Depois de três finais de Brasileiro consecutivas, o São Paulo conquistaria seu terceiro título em cima do Bragantino de Carlos Alberto Parreira. Poucos acreditariam no que estava se armando.

Campeão Brasileiro, o São Paulo de Telê, Zetti e Raí começou a Libertadores como quem não quer nada, mas foi evoluindo durante a competição. No primeiro jogo da final, em Buenos Aires, o Newell's Old Boys venceu por 1 x 0, mas a torcida sabia que nada poderia segurar o time. No jogo de volta, uma cena inédita: horas antes do jogo, o Morumbi já não tinha lugar para mais ninguém, mas a torcida continuava chegando. As vias de acesso ao estádio ficaram entupidas. E empurrado por um estádio apinhado, finalmente o título da Libertadores, nos pênaltis!

O sonho do Mundial Interclubes em Tóquio finalmente chegara. O adversário era o Barcelona de Johann Cruyff - considerado o melhor Barcelona de todos os tempos- com cracaços como Koeman, Stoichkov e Laudrup. O Barcelona sai na frente, mas com dois gols de Raí, o mundo se curvava à obra de arte do time de Telê Santana. O São Paulo era o melhor time do mundo. "Se você tem de ser atropelado, é melhor que seja por uma Ferrari", disse Cruyff, após a partida, sobre a superioridade tricolor. Na volta, o São Paulo fez mais uma vítima, na final do Paulista: o Palmeiras, que amargava uma fila de 16 anos.

Raí ficou no São Paulo somente o suficiente para vencer mais uma Libertadores, contra o Universidad Católica. Deixou o clube para conquistar a França, mas foi substituído com outros craques. Telê remontou o São Paulo sem Raí para manter o título Mundial em Tóquio, pela segunda vez consecutiva. O adversário era o Milan de Fabio Capello (que tinha sido o único clube italiano a se sagrar campeão invicto na história). Numa partida eletrizante, o São Paulo esteve duas vezes em vantagem, com gols de Palhinha e Cerezo, mas Massaro e Papin pareciam estar decididos a estragar a festa. Quando o juiz já consultava o relógio, Muller fez valer a sua marca de predestinado e marcou um gol que jogou um balde d'água no Milan. São Paulo bicampeão Mundial!

Telê Santana ficou cinco anos no São Paulo. Neste período, venceu todas as competições possíveis de serem vencidas por um clube paulista (exceto a Copa do Brasil): Campeonato Paulista e Brasileiro, Libertadores, Copa Conmebol, Supercopa da Libertadores, Recopa da Libertadores, além do Torneio Ramón de Carranza e Teresa Herrera. Jamais um outro clube brasileiro tinha vencido tanto.
Zetti, Muller e Cafú fizeram história no tricolor

- Década de 90: as glórias continuam

Em 1995, Telê teve de deixar o São Paulo, com um problema de saúde. A torcida lamentou e até hoje não esquece o velho mestre, continuando a sentir por ele um carinho imenso. Mas o clube não poderia parar sua rotina de vitórias nem de berço de craques.

Na década de 90, surgem Dodô, França e Rogério Ceni, talentos com a técnica típica da estirpe Tricolor. Isso para não dizer da quantidade industrial de talentos exportados para o futebol europeu: Edu, Fábio Aurélio, Juninho, Serginho e tantos outros. E para finalizar, um ponta-esquerda à antiga: Denílson, que encanta o mundo com seu talento devastador e vai para a Espanha, depois de dar mais um troféu para o Tricolor, o do Paulista de 1998, junto com o ídolo Raí, que voltara da França para massacrar sua vítima predileta - o Corinthians - numa decisão eletrizante.

Dois anos depois, novamente Raí comanda o time numa conquista, a do Paulistão de 2000, sobre o Santos, time que lutava para acabar com o jejum de títulos. E no ano seguinte, o celeiro não pára: é a vez de Kaká, então com 18 anos, aparecer no Morumbi e de cara conquistar a torcida, fazendo os gols do título do Torneio Rio-São Paulo. A sina de produzir talentos jamais abandona um time destinado à vitória.

Rogério Ceni - RC

Rogerio Ceni - RCRogério Ceni (Pato Branco, 22 de janeiro de 1973) é um futebolista brasileiro que atua como goleiro. Revelado em 1990 pelo Sinop, foi contratado no mesmo ano pelo São Paulo, equipe da qual é titular desde 1997.

Rogério Ceni destaca-se por ser especialista em cobranças de faltas próximas à grande área e pênaltis. Sua precisão nas cobranças é tanta que, em agosto de 2006, Rogério Ceni tornou-se o goleiro com o maior número de gols marcados na história do futebol, superando o paraguaio José Luis Chilavert (ver lista de gols de Rogério Ceni).

Até 28 de novembro de 2010.

Gols marcados
* Total de gols marcados: 93 [4]
* Gols de falta em jogos oficiais: 50
* Gols de bola rolando: 1*
* Gols de pênalti em jogos oficiais: 42
* Gols em amistosos (não-oficiais): 2 (ambos de falta)
* O gol de bola rolando foi marcado contra o Cruzeiro, origem de uma jogada ensaiada num tiro livre direto.

 

Títulos Tricolores

Em quantidade e qualidade de títulos, o São Paulo Futebol Clube é o mais vitorioso do futebol brasileiro. É o clube que tem mais conquistas nos três principais torneios de futebol disputados por clubes nacionais: Mundial de Clubes da FIFA e Mundial Interclubes - (três títulos), Copa Libertadores da América (três títulos) e Campeonato Brasileiro (seis títulos).

Pelo Campeonato Brasileiro o Tricolor do Morumbi é o único clube a ser campeão em todas as décadas da competição juntamente com o Vasco e o único a ser tricampeão seguido (2006, 2007 e 2008).

Já pelo Campeonato Paulista, o Tricolor Paulista é o clube mais vezes campeão pela Federação Paulista de Futebol com vinte títulos de 1941 até hoje. É o clube que mais vezes foi campeão paulista profissionalmente — desde 1933, vinte títulos. Além de ter a melhor média de títulos por idade (ano de fundação) no Campeonato Paulista (conquistou 26,9% dos títulos que disputou — 21 títulos em 78 anos de existência — contra 25,5% e 23,4% de Corinthians e Palmeiras, respectivamente). Sendo o Campeonato Paulista considerado o principal campeonato estadual do país. Ainda pelo campeonato estadual, o clube é, juntamente com Corinthians, o que mais vezes, recebeu a "coroação" de Rei da Década, quatro. Foram elas: Década de 40 com cinco títulos (1943, 1945, 1946, 1948, 1949); Década de 70 com três títulos (1970, 1971, 1975); Década de 80 com cinco títulos (1980, 1981, 1985, 1987, 1989); E década de 90 com mais três títulos (1991, 1992, 1998).

O São Paulo Futebol Clube também detém o recorde mundial de títulos conquistados em um único ano: sete! A façanha ocorreu em 1993, quando o Tricolor do Morumbi foi campeão da Taça Libertadores, da Supercopa Libertadores, da Recopa Sul-americana, do Mundial Interclubes de 1993 e dos torneios Ciudad de Santiago, Santiago de Compostela e Troféu Jalisco.

Titulos Mundiais

taça trofeu mundial de clube da fifa
Mudial de Clube da Fifa
2005

taça trofeu mundial intercontinental
Mundial Intercontinental
1992
1993
Títulos Continentais

taça trofeu copa libertadores da america
Copa Libertadores da América
1992
1993
2005

taça supercopa libertadores
Supercopa Libertadores
1993

taça recopa sul americana
Recopa Sul Americana
1993
1994

taça copa conmebol
Copa Conmebol
1994

taça copa master conmebol
Copa Master da Conmebol
1996
Títulos Nacionais

taça campeonato brasileiro
Campeonato Brasileiro
1977
1986
1991
2006
2007
2008

Títulos Regionais

taça torneio rio são paulo
Torneio Rio - São Paulo
2001
Títulos Estaduais

taça campeonato paulista
Campeonato Paulista


1931
1943
1945
1946
1948

1949
1953
1957
1970
1971
1975
1980
1981
1985
1987
1989
1991
1992
1998
2000

2005

super campeonado paulista 2002
Supercampeonato Paulista
2002

Tri Hexa - SPFC (logo)

Canais Oficiais

Site Oficial SPFC . Calendario Tricolor - SPFC .
São Paulo Futebol Center
Passaporte SPFC - Agencia Turismo do SP Prelação SPFC
Sao Paulo FC TV - Youtube Sao Paulo Mania Torcida RBK SPFC
Socio Torcedor SPFC Batismo Tricolor Filme Soberano SPFC
Comunicacao SPFC
. Assessoria SPFC Twitter . Portao 7 SPFC

 






Sobre o EncontraMorumbi
Fale com EncontraMorumbi
Anuncie no EncontraMorumbi
Cadastre sua Empresa no EncontraMorumbi (grátis)



Termos EncontraMorumbi | Privacidade EncontraMorumbi
Bandeira da cidade de São Paulo