Memorial Luiz Cássio dos Santos Werneck no Morumbi

O Memorial Luiz Cássio dos Santos Werneck no Morumbi, o Memorial de títulos e glórias do São Paulo Futebol clube, leva o nome de um ilustríssimo advogado, conselheiro, diretor e presidente de conselho do clube.

Tal honra se deve ao fato de Werneck ter sido o fiel escudeiro de Cícero Pompeu de Toledo durante a construção do Morumbi.

memorial- luiz-cassio-dos-santos-werneck

Sobre Memorial  Luiz Cássio dos Santos Werneck no Morumbi

Com a sequência de títulos do clube na década de 1990, surgiu a ideia de construir um memorial com a história do São Paulo Futebol Clube em 1993. No total, foram 14 conquistas, entre elas os renomados títulos de bicampeão da Taça Libertadores da América e do Campeonato Mundial de Clubes.

Exposição da mesa onde foi assinada a escritura do terreno do Estádio do Morumbi, no Memorial, em São Paulo. Em 28 de março de 1994, o presidente do clube na época José Eduardo Mesquita Pimenta inaugurou o memorial, após dez meses de planejamento, sendo considerado um dos primeiros centros de memória do país e o primeiro memorial de um clube de futebol brasileiro.

Em 1998, o São Paulo FC expandiu o conceito do memorial para que atingisse, além dos torcedores do time, todos os admiradores do futebol brasileiro. O local abrigou exposições como “85 Anos de Leônidas da Silva”, “Um Traço Tricolor” e “Adhemar Ferreira da Silva, o Atleta de Ouro”.

O empreendimento foi responsável por investir em tecnologias inovadoras para o futebol brasileiro. As estações multimídias instaladas no memorial possuíam 400 fotos, 20 minutos de vídeo e 750 páginas de texto. O trabalho de pesquisa para a construção levou meses e contou com o envolvimento de 80 pessoas sob a supervisão do Museu da Pessoa.

Na época, foram investidos US$ 500.000,00, e a iniciativa teve patrocínio do Banco Bradesco.

Ele, ao lado de Cícero e Luís Campos Aranha, batalharam sem trégua em visa de obter os recursos da construção do Estádio. Negociou, por exemplo, com a Companhia Antárctica Paulista, de cervejas, um contrato de publicidade que alavancou as obras.

Curiosamente, Werneck nunca apoiou o batismo do estádio com o nome de seu amigo, pois, acreditava que a vontade do finado Presidente Tricolor era manter a idéia do nome original: Estádio Nove de Julho, em homenagem à Revolução de 1932 e à Paulicéia. Todavia, da mesma forma que seu colega foi prestiagiado, Werneck não podia deixar de ser.



Em 2001, aconteceu a primeira reforma do Memorial do São Paulo FC, mas sem grandes reformulações, o estilo do local foi preservado.

Já no ano de 2004, foi realizada uma supervisão de comunicação. Então, o Conselho Deliberativo do São Paulo aprovou um novo nome ao local “Memorial Luiz Cássio dos Santos Werneck”. A mudança ocorreu como uma homenagem ao advogado, conselheiro, diretor e ex-presidente do conselho, que faleceu no mesmo ano. Werneck também aparece como um dos idealizadores da construção do Estádio do Morumbi, ao lado de Cicero Pompeu de Toledo.

Após sucessivas reformulações, realizadas nos anos de 2008 e 2009, muitos dos módulos inovadores e funções apresentadas na inauguração do local não existem mais, como os postos multimídias de tecnologia digital e uma sala de cinema, responsável por exibir aos visitantes os gols e vitórias do São Paulo FC.

Horário de Funcionamento Memorial Luiz Cássio dos Santos Werneck no Morumbi

  • Segunda a Domingo das 10h às 16h00
  • Consultar em dias de Jogos

Endereço e Telefone Memorial Luiz Cássio dos Santos Werneck no Morumbi

  • Praça Roberto Gomes Pedrosa, 1 – Bairro Morumbi – São Paulo – SP
  • Telefone: (11) 3142-3377

Outras informações e site

Mapa de localização

Memorial Luiz Cássio dos Santos Werneck no Morumbi
5 (100%) 1 votos




Deixe seu comentário